Postagens Aleatórias

O Caminho

"Fora do Caminho da Graça em Cristo, não há caminho a ser feito!"

2ª Pedro

Autoria
O autor apresenta-se, com clareza e humildade, como Simão Pedro escravo (servo) e apóstolo(missionário) de Jesus Cristo (1.1). Emprega o pronome na primeira pessoa do singular, enfatizando o caráter intimista e pessoal da sua mensagem (1.12-15). Afirma ter presenciado o milagre da transfiguração de Cristo e a visão da Glória do Senhor (1.16-18; Mt 17.1-5), experiência das mais marcantes em sua vida e que havia influenciado seu ministério apostólico até aquele momento,quando, j idoso e prestes a concluir sua peregrinação na terra, sob o martírio romano que se avizinhava, escreveu amorosa e esperançosamente aos seus filhos na fé. Curiosamente, 2ª Pedro foi menos conhecida e reconhecida pelos pais da igreja do que 1edro, apesar da leve menção que Primeiro Clemente faz acerca dela em algumas de suas obras publicadas por volta do ano 95 d.C., Orígenes (185-253 d.C.) e Eusébio (265-340 d.C.) levantaram algumas dúvidas sobre a autoria e canonicidade da obra, especialmente por causa da linguagem simples, extremamente humilde e do uso de uma gramatica grega muito inferior empregada em 1edro. Para muitos pesquisadores e biblistas atuais, Pedro contou com a erudição de Silvano, seu discípulo e amanuense, na redação da primeira carta, fato que não ocorreu nessa última carta do apóstolo na qual percebemos um homem de Deus ainda mais amadurecido espiritualmente, cheio de fé e esperança, desejoso de falar franca e pessoalmente, do fundo do seu coração – pleno do Espirito Santo – sua amada Igreja, usando suas palavras e expressões prediletas, dispensando (ou não podendo contar com) a interveniência de um especialista em ortografia.

Propósitos
Se, por um lado, 1ª Pedro é uma carta de encorajamento diante das aflições e sofrimentos dessa vida, Pedro é a epístola da verdade. Em sua primeira mensagem aos cristãos, Pedro alimenta as ovelhas do Senhor oferecendo orientações pastorais e práticas sobre como lidar com as crises e perseguições(1ªPe 4.12; Jo 21.15-17). Em sua última carta canônica, entretanto, o apóstolo de Cristo ensina à Igreja a enfrentar e vencer os falsos mestres e doutrinas heréticas que vivem tentando e atacando os cristãos desde o início da Igreja (2.1; 3.3,4). Pedro exorta seus filhos na fé a viverem com sabedoria cristã, numa combinação sadia de teologia bíblica e praxe cristã. O apóstolo estimula a Igreja a perseverar no crescimento espiritual em Cristo (cap.1), a combater os precursores do gnosticismo e outras formas de falsos ensinos e heresias (cap.2), e a desenvolver um estilo de vida cristã, de vigilância pessoal e bom testemunho ao mundo, certos de que o glorioso retorno de Jesus Cristo é iminente (cap.3).
Data da primeira publicação
A última carta do apóstolo Pedro à Igreja foi escrita próxima do final de sua peregrinação na terra1.12-15), e não muito tempo depois de haver publicado sua primeira epístola (3.1). Como a história nos informa, Pedro foi martirizado sob as ordens expressas de Nero, e sua morte deve ter acontecido antes do ano 68 d.C. Sendo assim, a maioria dos eruditos da atualidade acredita que o apóstolo tenha escrito 2ª Pedro entre os anos 65 e 68 d.C.
Esboço geral de 2ª Pedro
1. Saudação apostólica de Pedro aos agraciados com a fé (1.1,2).
2. Desenvolvimento na Palavra e na fé em Cristo (1.3-21) 
A. Participando da natureza do Senhor (1.3-11)
B. O testemunho ocular e a base da fé (1.12-21)
3. Cuidado com os falsos mestres e suas heresias (2.1-22) 
A. Houve profetas falsos, haverá falsos pastores! (2.1-3)
B. Deus não poupa o ímpio, mas salvará o cristão (2.4-10)
C. As trevas sem fim estão reservadas aos ímpios (2.11-22).
4. O glorioso e iminente retorno de Jesus, o Messias (3.1-18) 
A. Nos últimos dias, muitos duvidarão da sua volta (3.1-4)
B. Deus criou pela água e destruirá pelo fogo (3.5-10)
C. Tudo se extinguirá! Venha logo Senhor! (3.11-18